Quem sou eu

Minha foto
Fábio e Verônica, Verônica e Fábio. Um escritor e uma musicista, pelo menos aspirantes a isso rsrs! Amantes das letras, dos sons e de tudo que é arte! Amigos acima de tudo! Fizemos esse cantinho para dividir nossas idéias e ideais aos olhos da Net!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Vivendo em Matrix

Vivendo em um mundo de coisas reais e outras infelizmente mais reais ainda, não sabemos até aonde podemos ir, pois não sabemos o fim. Complexo não? Depende do ponto de vista. Normalmente ficaria preocupada com estas informações, pois para mim é complicado não saber o que irá acontecer amanhã e de forma alguma quero controlar o mundo, mas sempre programo a maior parte do que vou fazer no meu dia para ter controle dele. Quando recebo convites em cima do laço, de última hora, muitas vezes demoro a responder analisando os prós e contras, não que eu não convide meus amigos de última hora, até porque estaria mentindo, mas sei que a maioria não se importa e até nem liga. Acho que o problema é comigo.
Quando saio de casa pela manhã já carrego na mochila o que vou precisar para o resto do dia, então tenho já em mente o que verei pela frente. Lógico que nunca é assim, e quando acontecem algumas surpresas agradeço, pois até salvam o dia que previa sem maiores prazeres. Vai entender?


Tem coisas que gosto de ser convidada mesmo de ultima hora porque quebra minha rotina, porém outras não.
Acho que vai do espírito que estou no dia. Mas o fato de ter que duvidar se realmente algo está acontecendo é verdade ou ilusória é de certa forma apavorante, sinto medo de não poder levar a vida dos meus pais, farei caminhos diferentes obviamente, mas digo no sentido de seguir com ela. Sim porque a cada página aberta na internet tem sempre uma notícia de que o mundo vai acabar ou algo de ruim vai nos acontecer. Complicado levar a vida assim, então ignorem.


Mas tem sites bem legais e que de certa forma volta à primeira idéia que abordei sendo coisas reais boas ou ruins, mas aí vai do ponto de vista de cada um, achei um blog bem interessante, ainda mais pra quem gosta do filme Matrix, o link é este http://vivendo-na-matrix.blogspot.com/ tem o site também, vale a pena.


Quanto ao nosso assunto de real e imaginário, você tem esta preocupação também? De achar que agora após ler esta crônica, não sabe se isto é real? Ou ilusório? Se já acordou? Se estiver sonhando? Se o que existe é realmente isto? Gosta de se sentir assim? Com dúvidas? Têm elas seguidamente? Já contou a alguém? Sonhou algo que parecia tão real? Acredita em coincidências? Não? Por quê? Ou se tudo isto é algo para desviar exatamente seus pensamentos das coisas que acontecem neste exato momento?

Agradecimento a Verônica Elias pela sua contribuição. Nota expressa sua opinião. (Escrito em 17/09/2008).

13 comentários:

Assim que sou disse...

Vou iniciar os comentários desse post. Sim, já acordei com a sensação de que estava em outra vida, que tinha dormido um hiato de tempo absolutamente indeterminado. Como já acordei adorando estar na minha própria vidinha,com suas limitações e poucas surpresas.
Mas posso te dizer que adoro surpresas, que amo não criar compromissos pré-determinados para o meu dia. Acho que passei anos fazendo isso e cansei. Sou disciplinada, mas não quero me aprisionar. Então...programa coisas durante o dia, mude de idéia, atravesso pro outro lado da calçada. É melhor. Pode ter certeza.
bjs. Veronica

"O Autor", disse...

Minha vida é irreal; eu, teimoso que sou, insisto na realidade.

Desarranjo Sintético disse...

Bah, não sei nem se isso que escrevo agora é real, se você tentou me confundir, ou o que... quando paramos para pensar, o mundo é louco, a loucura é irreal...é tudo tão complicado que se torna mais fácil passar a vida nessa rotina que nos cega e só nos damos conta disso quando acontece um flash, ou quando paramos para pensar nesse tipo de coisa.

O site é bem legal!

Abraços.

Fábio.

Beto Canales disse...

às vezes melhor que seja irreal.

Mary West disse...

Sinceramente naum me lembro de jah ter passado por uma situação assim, acho que minhas maiores transações espirituais (?) normalmente acontecem em sonhos mesmo, posso passar dias revirando um que gostei muito.

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

o irreal, é sempre o melhor.
Apareça, postei sobre o surreal!
beijos Poeta!

Luciana disse...

Você já viu o filme "efeito borboleta"? Pois é, às vezes não concordamos com as coisas que nos acontecem, mas talvez tudo aconteça da melhor forma que deve ser pra nós naquele momento.
Tentar viver uma outra realidade que não a sua pode ser doloroso... Melhor mesmo é aceitar a vida como ela é, mas isso não quer dizer que não podemos fazer nossa parte para que as coisas melhorem. Nada de cruzar os braços e ser permissivo com coisas que não nos fazem bem. Uma pitadinha de espírito revolucionário não faz mal, pelo contrário, nos tira da nossa rotina e nos torna menos pessimistas.

Adorei o blog!

Valeu pela visitinha...

Sunflower disse...

eu prefiro o real. Não sou Amélia, nem Amelie.


beijas

Nina 512 disse...

ai... n gosto de duvidas
¬¬

real, irreal...
isso me confunde! o.õ

Carrie disse...

Nossa, muitas perguntas!
primeiro de tudo, ao Fábio: não sou "a estranha", mas j ali o livro e assisti ao filme. preferi mais o livro. amo stephen king e até hoje o livro "o iluminado" está bem guardadinnho no fundo do ármario porque só de vê-lo eu não durmo direito!

quanto ao post, eu tenho dúvidas sim. as vezes me pego nessas questões meio matrix, tipo..da onde viemos? será que isso é real? pq é comum ter essas dúvidas (ou não), pois não há explicação para essas coisas não é? e olha que já procuramos..eu mesma ja procurei em religiões, mas minha propria religião não explica!

acredito em coincidências mais do que ningué..nada vem ou vai por acaso e ninguem entra na sua vida ou blog por acaso!

Amei, to linkando.
p.s. tb adoro Matrix.

Bjs Carrie*

Pâmela Berton disse...

É, as surpresas podem tanto ser boas como ruins. Acho que tudo depende de um estado de espírito.
Precisamos abrir mais nossas mentes. Temos a mania de querer controlar tudo, de planejar tudo, de levar tudo o que vamos precisar em uma mochila. Também sou um pouco assim.
Mas a vida é mutável, é volúvel.
Não podemos controlá-la. E isso é o seu melhor.
Beijo!
Obrigada pela visita! ^^

Vivian disse...

...os problemas que vivemos hoje, são reflexos nossos medos de ontem...posto que o Universo conspira com nossos medos, anseios, e desejos...bjsss

MELISSA S disse...

O que é a realidade se cada ser humano tem diferente leitura daquilo que vê, sente ou faz? A vida é irreal por si só, vide a morte. Quala lógica de se produzir tanto, de chorar, se escabelar, de ter filhos se morreremos em menos de 100 anos sem ver as consequências dos nossos atos? A religião tenta responder, mas nem sempre consegue. Aos 15 anos, chego à conclusão de que o importante é se divertir antes que o tempo se acabe. No final das contas, é isso que vale. E a vida ser real ou irreal, lógica ou não, vira apenas um detalhe mórbido e hilariante ao mesmo tempo...

Desarranjo Sintético

Desarranjo Sintético
"Era um grande nome — ora que dúvida! Uma verdadeira glória. Um dia adoeceu, morreu, virou rua... E continuaram a pisar em cima dele." Mario Quintana