Quem sou eu

Minha foto
Fábio e Verônica, Verônica e Fábio. Um escritor e uma musicista, pelo menos aspirantes a isso rsrs! Amantes das letras, dos sons e de tudo que é arte! Amigos acima de tudo! Fizemos esse cantinho para dividir nossas idéias e ideais aos olhos da Net!

sábado, 15 de março de 2008

A Luka é que está no HIT PARADE da polícia!

Pois é, em vez da música “Tropa de Elite”, que pelo menos fala em incentivo para os policiais pegarem os bandidos, os policiais devem estar escutando demais e seguindo fielmente a música “Tô nem aí” da cantora Luka!
Estava assistindo ao noticiário e vi que aquele “playboyziho” que atropelou um frentista falar que foi “obrigado” a beber em demasia no trote universitário e que quando atropelou o frentista estava “inconsciente”.
Vamos ser factuais. Primeiro que ninguém é obrigado a fazer coisa nenhuma por outrem. OK, eu sei que quem não adere ao trote pode ser zuado o resto do ano, MAS e se ao invés de mandarem ele embora fizessem ele nadar? Ele ia ter o mesmo destino que aquele universitário que morreu afogado? Certo, vamos analisar o seguinte: Ele até pode ter deixado que “obrigassem” ele a beber um bocado, mas garanto que ninguém o obrigou a dirigir depois de beber tanto! XEQUE no playboy! E além disso as faculdades não permitem trotes violentos, o melhor mesmo é que nem a UNISINOS faz, um trote solidário em que os calouros assistem a shows e levam quilos de alimentos para a caridade. E os calouros participam se quiser!
E em segundo lugar é muito engraçado que quando ele atropelou a vítima ele estava inconsciente, mas quando percebeu que havia atropelado alguém, tentou imediatamente fugir, não é que nesse momento ele ficou completamente LÚCIDO! Não é incrível!? MATE no playboy. E, além disso, ele era estudante de direito, e eu pergunto: essa á noção de justiça do infeliz?
E em terceiro e último lugar como que não pode ser dado flagrante se na cena do crime estavam o carro, a vítima, e o motorista – bêbado. Se não dessem flagrante ao menos prendessem por estar bêbado e deixasse preso. E além do mais, ele estava com mais ou menos meia dúzia de lanças-perfume, o que hoje em dia e há muito tempo é considerada droga ilegal, então se não o prendessem em flagrante, nem por tentativa de homicídio culposo ou doloso (isso que falaram em dolo eventual, eu digo que eventual é o @#$%¨*&#@$@#, porque quem bebe e sai dirigindo está é com intenção de prejudicar alguém, nem que seja a ele próprio), nem por dirigir embriagado, que o prendessem por porte de drogas. Aí temos um XEQUE – MATE na polícia.
Pois é e o povo é que fica “de mãos atadas, de pés descalços...”

Agradecimento a Fábio Nunes de Moura pela sua contribuição. Nota expressa sua opinião.(escrito em 03/03/2008).

4 comentários:

Notebooks disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Notebook, I hope you enjoy. The address is http://notebooks-brasil.blogspot.com. A hug.

Leandro Luz disse...

Muito bom o texto velho! Esse é só um de muitos exemplos q acontece pelo Brasil afora...

Agora uma dúvida: SE o cara q tivesse atropelado o frentista fosse pobre, com ensino primário e tivesse dito q tbm foi obrigado a beber, por qualquer motivo q seja, tbm teria o mesmo tratamento ??? Acho q não...

Este é o nosso país, infelizmente.

Abraço

Desarranjo Sintético disse...

Sabe porque estas coisas no Brasil aidna acontecem e cada vez aumenta mais? Pela impunidade. Enquanto todos fazerem o que "quiserem", nada vai mudar. Enquanto os nossos representantes políticos não mudarem, nada, nada vai mudar. E na verdade nem estamos pedindo demais, apenas que façam o seu trabalhos que são muito bem pagos.

Bjoksss

Verônica Elias

luka disse...

Oi pessoal do Desarranjo!

Eu sou a Luka, (a cantora citada nesta matéria policial ao lado)... estava navegando e vendo o trabalho da minha amiga Izmália, quando me deparei com meu nome ligado a esse absurdo!

ora! como se eu fosse conivente com isso! Gente! pelo amor de Deus, não façam isso! eu sou uma pessoa culta, politizada e totalmente consciente, sou ecológica, participo e ajudo as crianças com câncer (INCA RJ) e sei que vcs tem total liberdade de expressar idéias e é uma das formas mais admiráveis de se chamar a atenção das pessoas, mas peço que não usem o meu nome e a minha música que fala de relacionamento pra ser manchete de algo tão sujo...

Eu vivo no Rio de Janeiro há oito anos, sei muito do que acontece por aqui e sou completamente contra, mas eu faço a minha parte, faço o que me cabe, educo minha filha e apadrinhei o morro Santa Marta, onde vou, sempre que possível, levar algo de bom pras crianças..

Quero poder contribuir com vocês, com o blog e com um futuro melhor, mas sinceramente, quero que seja de outra maneira!

Aproveito para dizer que estou lançando meu terceiro cd, ele encerra com uma música liiinda do Duca Leindecker que justamente se chama: NO QUIERO ARMAS...

Gostaria muito que vcs ouvissem e mudassem esse conceito horrendo que têm a meu respeito.

Um beijo enorme pra vcs, sucesso sempre no blog!

com carinho,

LUKA!

Desarranjo Sintético

Desarranjo Sintético
"Era um grande nome — ora que dúvida! Uma verdadeira glória. Um dia adoeceu, morreu, virou rua... E continuaram a pisar em cima dele." Mario Quintana