Quem sou eu

Minha foto
Fábio e Verônica, Verônica e Fábio. Um escritor e uma musicista, pelo menos aspirantes a isso rsrs! Amantes das letras, dos sons e de tudo que é arte! Amigos acima de tudo! Fizemos esse cantinho para dividir nossas idéias e ideais aos olhos da Net!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Bom atendimento: Eu exijo!

Gosto muito de ir ao cinema, mas fui nesta terça em um cinema em shopping, e enquanto esperava na fila, ouvi um comentário que constatei e concordo plenamente: - Agora sei por que as pessoas compram DVD pirata!

Gente! Tinha uma fila enorme! E funciona que nem trânsito, tem horários de pico, pois meia hora antes tinha uma filinha de nada! Pagamos um preço que barato não é, tinha uma fila enorme e uma das razões para isso era que tinha apenas uma pessoa atendendo, e bem nessa hora de pico. Em um shopping tudo já é caro, e isso se espalhou para o cinema, já viram o preço de um bombom que seja? Um real e cinqüenta centavos! Por um bombom! Um assalto em pleno shopping! E assim, saímos do conforto do nosso lar, para ir pagar uma fortuna e ter que esperar meia hora em uma fila! Por puro descaso dos prestadores de serviços. Por isso não me admira que a pirataria aumente.

Além de ser caro, quem compra não é bem atendido. E bom atendimento é fundamental e me arriscaria a dizer que é o que pesa mais. Hoje em dia ser bem atendido e lojas e em geral é raro. Uma vez agradeci a uma moça de uma farmácia a atenção, porque adoro –como todo mundo- que uma pessoa me atenda bem, até porque ela está sendo paga para isso, a desprezo de poder estar sendo mal paga, ou não gostar do que faz, isso já é outra categoria, mas até então, está sendo paga para atender bem, afinal o cliente é a alma do negócio. Não é o fim ter de agradecer por ser bem atendido?
Mas voltando ao shopping, vocês perceberam que os ‘fast foods’ estão tornando-se ‘slow foods’?? Demora-se um tempão para ser atendido em meio ao tumulto e pegar seu lanche que era para vir rápido. Tudo bem que o shopping é um centro de consumo, mas repito que se tem que consumir com qualidade, o que indigna é que os donos dos negócios não primam por isso, é só lucro, lucro, e hã, eu já disse lucro?

Voltando ao cinema, tive outro problema: com a pipoca, aliás, com a palhaçada da pipoca. Por uma extravagância não habitual, eu e minha amiga resolvemos comprar uma pipoca mega, que é aquela que podemos comer e depois recarregar. Mas perguntamos se dava colocar em dois pacotes – um para cada um – para não precisarmos voltar no meio do filme para recarregar. A resposta foi uma das mais ridículas possíveis: - NÃO, pois precisamos utilizar o MESMO saco. Não é o fim? Claro que se ganhasse dois pacotes, deixaríamos ali o refil para não poder recarregar de novo, afinal uma pessoa pura e honesta como eu não iria fraudar o cinema recarregando duas vezes, mas eu não entendo, em absoluto, porque cargas d’água tem que ser no mesmo pacote. Entra aqui novamente o descaso com o cliente, pois ao invés de facilitar para voltarmos mais e mais vezes eles só complicam com bobagens.

Com bobagens sim, porque mesmo que tenha algum fundamento, do qual não enxergo, só a porcaria do meu ingresso compra dezenas de sacos de pipoca, um a mais para quem comprasse essa pipoca mega recarregável não seria tanta despesa para uma rede de cinemas que nem o Cinemark. E qual seria a moral? Quem compraria um pacote enorme e recarregável que deixa duas pessoas entupidas de pipoca- é verdade, não me ofereçam mais pipoca durante essa semana- para ter que sair na metade do filme para recarregar?? E caso deixem para comer a recarga depois, qual a graça senão comer a pipoca durante o filme? Ainda tem cinemas que deixam tu recarregar –levando o pacote- em outro dia qualquer, o que não era o caso do que eu fui, porque além de ter que recarregar no mesmo pacote, tem que ser no mesmo dia também.
Bom fica aí meu lamento. Abraços a todos.

P.S.: O filme que olhei era: “Uma noite fora de série” o qual gostei muito, não é muito grande, um filme super happy hour, com ação e engraçado, eu diria que é uma comédia quase romântica.



Agradecimento a Fábio Nunes de Moura pela sua contribuição. Nota expressa sua opinião. (Escrito em 06/05/2010).

8 comentários:

Flávia Batista disse...

huahauahuahauhauhauhau

cinema tem horário de pico é tudo!!!!

essa foi muito boa. MAs concordo totalmente com você. Cinema é caro demais, tem fila e se você não chega cedo, senta num lugar horrível. Por isso é mais prático eu economizar, comprar uma tv de quarenta e poucas polegadas, comprar um hometheater, comprar pipoca de microondas e assistir filmes em casa mesmo, né não?!

Sem contar de que quando tem estréia de filmes muito esperados, o cinema fica um inferno! Odeeeeeeeio!

Beijins.

Dama de Cinzas disse...

Viu! Por isso que vou no meu cinema predileto: o Emule... ahahah

Aqui em casa é tão mais prático, eu vejo o mesmo filme, de graça, tenho direito a parar o filme quantas vezes quiser pra tomar um cafezinho e ir ao banheiro...

Eu gosto de cinema! Mas tá cada vez ficando mais fácil ver em casa e mais difícil ir ao cinema...

Beijocas

Ellen Lacerda (Elinha) disse...

Ah Fábio!
Adoro seus textos! Mesmoooooooooooooo!!!!
Como diri meu primo: "isso é uma falta de respeito com as pessoas..."
Mas quem se importa com o respeito quando a ordem é o lucro?
Adorei! Compartilho da mesma opinião!
xero grande!

Jay e Alê disse...

Olha que isso é a pura verdade. Nessa semana eu também fui ao cinema e passei por situação bem parecida. Tudo caro, uma fila enorme, apenas uma atendente e tals... ninguém merece! Enfim, eu não compro "pirata" as vezes prefiro esperar sair na locadora kkkk
O conforto de nosso lar é bem melhor... sem falar que tem salas de cinemas por aí que as cadeiras deixam a gente com dor nas costas de tão desconfortáveis que são.
Achei a postagem super pertinente!
Abraço meu amigo. É sempre bom passar aqui!

Caio Lima disse...

A única coisa que eu não gosto nos cinemas é o preço das pipocas. mano é caro pra caral&¨$#$!

o esquema é passar em um supermercado antes, encher a mochila e entrar no cinema! =P

hehee
gostei do blog, to seguindo
opiniões bem estruturadas e fundamentadas
abraço

Robson Schneider disse...

Complicado mesmo Fábio.Mas sabe, o pior de tudo é o mal atendimento.Tenho passado por cada uma com vendedores.A ultima foi um armário de cozinha que o vendedor nos vendeu errado por culpa do montador que trocou as portas do bendito... Adivinha quem levou a pior? e o gerente ainda fez o favor de me falar assim" O vendedor não teve culpa senhor,a culpa foi do montador..." anta! e quem confere os modelos depois de montados com o catalogo da empresa? ham? ham? isso mesmo... A fada dos dentes.
Abração Fábio!

Robson Schneider disse...

Correção urgente!

Então dessa vez a culpa não foi do montador, quem se deu "MAU" foi a lingua mãe, através de meu comentário. hehehe

PAULA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Desarranjo Sintético

Desarranjo Sintético
"Era um grande nome — ora que dúvida! Uma verdadeira glória. Um dia adoeceu, morreu, virou rua... E continuaram a pisar em cima dele." Mario Quintana