Quem sou eu

Minha foto
Fábio e Verônica, Verônica e Fábio. Um escritor e uma musicista, pelo menos aspirantes a isso rsrs! Amantes das letras, dos sons e de tudo que é arte! Amigos acima de tudo! Fizemos esse cantinho para dividir nossas idéias e ideais aos olhos da Net!

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Rotinas...

Estava pensando ontem em rotinas. Todo mundo sempre fala que a rotina é enfadonha. Mas se pensarmos bem, a rotina só é chata quando é sinônimo de previsibilidade. Explico-me com um exemplo: Uma pessoa que trabalha todo o dia, que cumpre uma rotina, tem certos deveres, faz um determinado tipo de coisa (por exemplo, arquivando papéis), mas isso não quer dizer que essa pessoa precise cumprir suas tarefas sempre da mesma maneira, não precisa sempre organizar os papéis para arquivar sentado ou sempre de pé. Têm coisas que precisam ser mantidas em nome da ordem, mas se ele/a se tornar previsível, fazer tudo que tem que fazer sempre na mesma ordem, se portando da mesma maneira, se tornará ainda mais chato.
Às vezes a rotina é bem-vinda! Por exemplo, quando chega o fim-de-semana! Quando chega a hora do lazer, quando estamos com problemas! Vai dizer que você nunca quis, naquele momento de dificuldade, que tudo andasse normal, na sua plena e calma rotina?
E também existem as rotinas prazerosas, nada como fazer aquilo que se gosta, sem contar que as pequenas coisas, as coisas de que precisamos, como comer, beber, fazer sexo, dormir são muito prazerosas! Tanto faz dormir pela manhã ou pela noite, é sempre prazeroso, é uma rotina de que precisamos e que nos faz muito bem...Já pensaram em degustar aquela barra de chocolate sem medos? Ou mesmo um macarrão com molho! Em estar na cama com seu amor ou beber aquele suco natural de laranja?
Se uma coisa enjoa ao ser repetida muitas vezes, então mude a ordem, mude a coisa, ou mude você!
Escutando: Marjorie Estiano – Nem todas as músicas são boas, mas tem diversas músicas tanto do primeiro quanto do segundo álbum, sem contar as músicas que ela regravou de outros artistas, que valem a pena!

Lendo: “O Colecionador”, de John Fowles - Muito bom, estou adorando, para resumir, é a história de um colecionador de borboletas que resolveu seqüestrar mais uma espécime para sua coleção: A bela Miranda. Em seu amor doentio-obsessivo e na sua loucura psicológica Clegg narra sua história.

Filme visto – “A general” – Conta a história de um homem que com a ajuda da “General”(um trem daqueles antigos, à lenha), salva a sua amada e ajuda seus compatriotas na guerra. Filme mudo. Ao estilo Chaplin. Legal e engraçado.

Agradecimento a Fábio Nunes de Moura pela sua contribuição. Nota expressa sua opinião. (Escrito em 14/08/2008).

23 comentários:

Mau Camus disse...

Pra mudar-nos precisamos sair da cadeira de vitímas e ir pra dos réus. Ai está o grande desafio. Ótimo texto.
Escrevi um texto novo de nome Tá, você é negro. E daí?. Dá uma olhada e deixa sua opinião, ok?!
Abs

Super Nada disse...

Não posso criticar muito as rotinas, porque sou um grande refém delas. Me prendo a padrões ações pré estabelecidas quase o dia inteiro.

Muito legal o post...

Dama de Cinzas disse...

Eu odeio as rotinas do mau, aquela chatas, então tento sempre colocar um detalhe diferente para ver se a coisa não fica tão igual e pior que até nas boas eu tb uso isso, por exemplo: Sento sempre numa mesa diferente no restaurante, para fingir que estou comendo sempre em um lugar diferente... rs

Beijos

Elis disse...

aff...rotina precisamos sair dessa..mais como..a nossa historia e uma rotina..so se virarmos louco..srs a quero ver esses ai terem rotina...rsrs!
ja postei algo tb sobre rotina...!

seu blog muito bom!abraços!

Leandro BLuz disse...

E aí tchê, tranquilo?

Mais um belo texto, não tinha parado pra pensar q rotina poderia ser uma coisa boa tbm...

Muito bom, parabéns !!

Sei que existes disse...

Concordo contigo, a rotina tanto pode ser má como boa...
Beijocas grandes

Anônimo disse...

Oi Fabio...
Adoro mas odeio rotina...
Não sei dizer bem porque, mas agora vi que vc explicou muito bem falando sobre as horas do trabalho e os momentos ao lado de seu amor!
=D
ôw saudade daqui desse mundo do "compartilhar pensamentos". Ainda estou me recuperando do golpe que sofri mas prometo que farei logo um outro blog pra poder trocar ideias com vc, um dos meus blogueiros preferidos...
Xeru
Paty F.M.

Sunflower disse...

às vezes a rotina é o que da base e segurança pra nós, e tem aqueles contrários, o inusitado seria tão bom se não tivesse o rotineiro?


beijaaa

ANGELO ALFONSIN disse...

Obrigado pelo comentário inteligente, volte sempre, entre sem bater.

Dois Rios disse...

rotina e previsibilidade andam sempre de mãos dadas...infelizmente há situações que não dependem da gente para que se tornem diferentes. a rotina pode parecer massacrante mas tem o seu lado cômodo e confortável.. previsibilidade e supresa são bons quando aplicados no momento certo.

beijo,

*** Cris *** disse...

Rotina, rotina, rotina...as vezes um mal necessario para a tranquilidade, mas nada melhor que um agito na vida gente. Gostei do seu texto. Bjs!

Samura disse...

não gosto de rotina, mas não vivo sem ela :D

Assim que sou disse...

O ser humano é, por sua natureza, rotineiro. Ele copia modelos e repete exaustivamente. Aprendemos a andar e falar dessa forma. O "plus" da história é que viemos equipados com uma máquina fantástica que nos oferece a possibilidade de transformar. Nem sempre usamos. Tem gente que não usa nunca. Não é a rotina que me desestimula, mas quando qualquer coisa na minha vida fica enfadonha. Seja rotina ou novidade. Somos mesmos surpreendentes e curiosos.

bjs. Veronica

Pelos caminhos da vida. disse...

Retribuindo visita!

AH... sei bem o que é uma rotina.
Sou dona de casa,nossa rotina não tem muita diferença de um dia para o outro não.

Volte sempre.

Otima tarde.


beijooo.

"O Autor", disse...

Poucas pessoas percebem, mas irar-se contra a rotina é uma rotina por si só.

Boa Noite Cinderela disse...

Essa rotina do lazer que citou realmente é muito boa.
E a rotina do trabalho ou estudo somos nós quem a diferenciamos.
Beijo.

Mary West disse...

Olha ando extremamente cansada ultimamente, mas mesmo assim arrumo um tempo para sei lá, esvaziar a cabeça e perceber o mundo ao meu redor. Aki tá em época de reprodução das borboletas, se eu fosse de ficar reclamando e trancada no escritorio, nem perceberia que a cidade está toda cheia delas. Beleza.Em.Coisas.Simples. :D

Pedro Favaro disse...

Rotinas, na vida , fazem agente enlouquecer por que nos permite fazer no "automode".
Se tivessemos que pensar seriamente em cada passodo nosso dia ficariamos loucos!

Thefy disse...

Disse tudo, se algo não te agrada, mude a ordem das coisas e tudo muda..eu particularmente não gosto da expressão "rotina", soa comodidade e sou ansiosa e explosiva demais, porém muita coisa que faço sempre me agrada e é extremamente necessária..
Adooorei aqui..o post, suas palavras...simplesmente ótimo blog...
Obrigada pela visitinha...suuuper bem vindo...
Bjokas

Bianca Rieth disse...

A rotina se torna costumeira em nossas vidas, mas como tu falaste, ela só vai se tornar chata realmente quando estamos previsilmente esperando-as.

bEIJOS

saudades de passar por aqui!!

Rodrigo Dias disse...

Rotina é uma palavra pejorativa. Sempre vai estar ligada à mesmice. Porém, não considero "dormir" uma rotina. Isso é uma necessidade do ser humano.

O que não é rotina é dormir sempre no mesmo lugar, mas isso também é difícil de acontecer - a não ser que seja um mendigo, mas mesmo assim, tem determinados lugares que ninguém quer dormir. =P

Quanto ao sexo, é prazeroso, mas pode cair na rotina. Tem sempre aqueles/aquelas que querem sempre a mesma posição, o mesmo motel, essas coisas. Isso é uma coisa ruim pra caramba. Nada melhor que mudar as refeições.

Eras isso. Abraço.

P.s.: Fazia tempo que eu não passava aqui...

Klatuu o embuçado disse...

As rotinas são a linha férrea da carne, mas não o combustível da locomotiva.

Milena Shoji. disse...

ah, sou uma grande fã de rotinas. (ironia). odeio quando uma coisa é nova, mas acaba virando rotina. se torna tão.. normal.
eu gosto de novidades, ação, coisas que me surpreendam.
ioasuoauoi
bjs.

Desarranjo Sintético

Desarranjo Sintético
"Era um grande nome — ora que dúvida! Uma verdadeira glória. Um dia adoeceu, morreu, virou rua... E continuaram a pisar em cima dele." Mario Quintana