Quem sou eu

Minha foto
Fábio e Verônica, Verônica e Fábio. Um escritor e uma musicista, pelo menos aspirantes a isso rsrs! Amantes das letras, dos sons e de tudo que é arte! Amigos acima de tudo! Fizemos esse cantinho para dividir nossas idéias e ideais aos olhos da Net!

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Comemoremos o "1000"!

Tive a infelicidade de, ao olhar para a TV, para ver o que minha mãe estava olhando, descobrir em poucos minutos que domingo passado o Programa do Faustão completava o número 1000!
Na mesma hora eu descobri sobre o que escreveria, pois no mesmo momento me senti deveras indignado. Vou dizer o mesmo que disse quando aconteceu aquela “supervalorização da mídia” em cima da contagem dos 1000 gols do Romário: não sei porque tanto espalhafato. Eu parei de olhar o programa em seguida, mas segundo me disseram até o presidente Lula deu o ar de sua graça falando que gostava do programa e tal. (Apesar de muitos acharem que o presidente “não sabia” o porquê...rsrsrs).
Eu não sei quais podem ser os anseios do Fausto Silva quando ao seu programa, não sei se algum dia ele pode ter pensado em mudar a TV Brasileira ou não. Respeito ele como profissional, pois acredito que seja bem complicado manter um programa no ar tanto tempo, especialmente se a vontade dele for a de melhorar a TV. Não se sabe o quanto ele segue as imposições da mídia para ser comercial. Acho que hoje em dia, embora talvez alguns quadros do programa possam se salvar, o Domingão do Faustão é um programa tão vital a qualquer ser humano quanto Hebe (e olha que, como eu sempre digo, Hebe é um programa realmente “fundamental”).
Como refleti quanto aos gols do ex-jogador, reflito sobre o número de programas do apresentador: bom seria se comemorássemos o milésimo instituto que cuida de crianças carentes, a milésima criança tirada das ruas para a escola, a milésima pessoa arrancada dos braços da fome e da subnutrição, o milésimo país a deixar de lado a guerra, enfim o milésimo esforço para algo útil e que realmente nos faz falta. Ainda bem que ainda existem pessoas que pensam assim e não desistem nunca de lutar por um mundo melhor.

Agradecimento a Fábio Nunes de Moura pela sua contribuição. Nota expressa sua opinião. (Escrito em 23/05/2008).

18 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Vc como sempre muito lúcido e cuidadoso com as palavras, o que faz do seu blog um cantinho bom de se ler!

Realmente, querido! Os valores estão invertidos, por isso nos sentimos estrangeiros nesse mundo!

Beijos

Dama de Cinzas disse...

Noooooossa, que comentário imenso... ahahah... e lindo, tudo a ver comigo, realmente a gente tem um jeito muito parecido de pensar, se vc fosse solteiro e eu tb, pediria sua mão em casamento... ahahah

Muito obrigada pelo trabalho que vc teve em responder todas as perguntas de forma tão inteligente! Ficou lindo lá no meu blog!

Beijos

Bianca Rieth disse...

Bah!! Fábio, antigamente eu até gostava de Faustão (na época da ponte do rio que cai), hoje em dia vejo puro marketing nos seus programas, está um tédio!!
As pessoas ficam muito na expectativa de 1000 programas, 1000 gols, o Rubinho com suas corridas (ele está contando, quantos GPs ele correu..aff!) e acabam esquecendo de que existem coisas muito mais importantes. Tais divulgações ocorrem através da mídia, que visam informar a população. Penso assim, se não é noticiado ações do bem comum (milésimo instituto que cuida de crianças carentes, a milésima criança tirada das ruas para a escola, a milésima pessoa arrancada dos braços da fome e da subnutrição), é porque a mídia não está tão preocupada em informar o que realmente presta, e sim, o que vai render dinheiro e audiência. Lamentável!!

Beijos!!
Sempre espero os seus textos aqui no blog!!

Bianca Rieth disse...

Comentamos quase unidos pela mesma hora, bacana!!
Olha, não sei dizer te dizer, eu não sei ver quem está on line, pode ser que tenha esse recurso, mas sou lerda nesta questã!!

Capaz, não fiquei constrangida nada, levo isso como um elogio e fico feliz!!

gosto muito dos seus textos, tua visão é sempre interessante!!

Piero disse...

O Faustão era um grande jornalista esportivo. E um ótimo apresentador no Perdidos na Noite, que era na Band. Foi pra Globo, ficou pasteurizado. O pior é ver o Lula dizendo que é fã do programa. Agora a gente sabe pq tá numa merda federal...

Quanto a história do Políbio, como você disse, cada um tem o direito de fazer o que bem entende da sua vida. Só que ele, como jornalista, não tinha o direito de falar mentiras e ofender os estudantes da Unisinos de uma maneira infantil e sem propósito. Por isso o barulho todo.
Grande abraço!

Rodrigo Dias disse...

Cara, tem que ver o seguinte: Domingão do Faustão é um programa de entretenimento, assim como muitos outros e, com base nisso, cumpre o seu papel - apesar de eu não gostar muito.

Enfim, a gente pode não gostar, mas tem gente que sim, assim como tem aqueles que podem nos odiar por causa dos nossos textos.

A moral é não dar bola para isso e viver a vida. São coisas que nunca mudaremos.

E não concordo que sejam valores invertidos - como disse a Dama de Cinzas. Os valores vêm de cada um e o que pode ser inaceitável para ti pode ser aceitável para mim e vice-versa.

Abração

J@de disse...

Gostei do Faustão quando ele ainda era de um programa chamado Perdidos na Noite que passava na madrugada na Record, Bandeirantes, sei lá, um desses canais...
Infelizmente tudo que se populariza tende a ficar desinteressante pela banalização e empenho em agradar a maioria...
Mas, respeitemos mesmo, levar um programa por tanto tempo realmente é mérito do cara, pq se ele não fosse carismático, a mídia já tinha jogado ele no total anonimato!!
Beijos!!

Pedro Favaro disse...

Numeros redondos são significativos para a humanidade por um motivo que foge ao meu conhecimento.
Odeio Fasutão.
Não sou fã de Romário.

Temos que respeitar ambos por que alguem se preucupou em contar a marca 1000 de alguma coisa de ambos.

Kim disse...

Concordo plenamente com o que você disse no comentario do meu post.
Mas sabe, eu fico com uma raiva subta por causa da violência que existe até chegar no seu prato.
Se não tivesse tanta violência e ignorancia nesses matadouros, iria ser bem melhor.

Bjus.

;***

Dama de Cinzas disse...

Magrelo hein! Huuumm adoro os magrelos... ahahah

Obrigada pelo seu lindo e enorme comentário, sempre enriquece meu post!

Beijos

Dama de Cinzas disse...

Eu leio seus posts rápido porque instalei um GPS virtual no seu blog... ahahaha... Vc posta e eu sou avisada!

Não tem como escapar de mim! ehehe

Beijos

Marcelo BH/MG disse...

Oi Fábio, o blog esta muito legal, estão de parabéns. Seus textos também estão. Eles chamam a atenção pelo ponto critico com que você consegue tratar os assuntos. Na minha opinião não vejo problema em contar se foram 10,100 ou 1000 programas. Acredito que é como quando agente faz aniversário e comemora. O problema é, como já foi dito acima, o destaque com que a midia trata o assunto. Isso deixa qualquer um enjoado. Na epoca dos 1000 gols do Romario, nem dava vontade de ligar a televisão nos noticiários sobre esporte, pois só falavam nisso. "Romario nao fez o milésimo.", "Ainda não foi dessa vez.", e quando saiu o gol, nossa acho que até deu plantão urgente hauhauhau!!! Vê se da pra aguentar. E o caso da menina Isabela, tava parecendo lavagem cerebral, era o dia inteiro aquilo. Bom era isso, falem, comentem, noticiem, mas não fica toda vida na mesma coisa. Abraços a todos.
Marcelo BH/MG

Leandro BLuz disse...

Bah tchê, não assisto nem Faustão nem Hebe.

Como diz uma amiga: Sou de outro mundo!

Mas quem sabe um dia estaremos comemorando as 1000 visitas ao blog, q nem é tão dificil, ou os mil posts, esse si bem mais dificil...

Abraço

Nina 512 disse...

n gosto dele ¬¬
nem do programa dele
nem de nada vindo dele...


http://letras.terra.com.br/legiao-urbana/46967/


bjo

Super Nada disse...

Primeiro obrigado por ter passado lá no supernada e ter se juntado ao grupo de loucos que comentam naquela tentativa de blog...

Gotei do seu post, achei que ele exprime (de certa forma) a pensamento de mentade das pessoas concientes de nosso país. Só acho que é bem difícil acontecer essas coisas que você vai descrevendo no final do post, porque cada vez se tira um mendigo da rua, se destrona um rei no senado, afinal de contas como os políticos vão se eleger se não tiverem a pobreza e as mazelas como moleta...

Super Nada disse...

Ahhh coloquei seu blog lá nos meus favoritos, assim não esqueço de passar aqui mais vezes...

Mary West disse...

Ótimo texto! Realmente hj em dia a tv aberta em si tá uma bosta completa, já teve coisas bouas, novelas inclusivre, mais atualmente é tudo igual.

Graças a alah que lá em casa temos sky. :D

Desarranjo Sintético disse...

Gostava do Faustão também à anos atrás, mas hoje ele mudou porque o público mudou, o programa é direcionado a massa de pessoas qeu o assiste, e eles querem ver isto. Por incrivel que pareça. Concordo com o Rodrigo Dias.
A tv hoje em dia está um caos. Bjoks

Verônica Elias

Desarranjo Sintético

Desarranjo Sintético
"Era um grande nome — ora que dúvida! Uma verdadeira glória. Um dia adoeceu, morreu, virou rua... E continuaram a pisar em cima dele." Mario Quintana