Quem sou eu

Minha foto
Fábio e Verônica, Verônica e Fábio. Um escritor e uma musicista, pelo menos aspirantes a isso rsrs! Amantes das letras, dos sons e de tudo que é arte! Amigos acima de tudo! Fizemos esse cantinho para dividir nossas idéias e ideais aos olhos da Net!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Do alvoroço e outros fenômenos de massa

Vocês devem estar pensando: - Mas que diabo de título é esse?, ou – Esse texto deve ser um tédio. Mas acho que foi apenas inspiração momentânea ou alvoroço da mente eheheh.

Estava eu a ler o um blog no site da MTV e li a respeito do caso daquela guria que foi para a faculdade com um vestido curto, micro curto, micro micro curto e causou alvoroço geral (retificação geral: eu só tinha visto por cima os noticiários sobre esse assunto, e não tinha presenciado o vestido, ontem eu vi, mas eu achei que o tal vestido da discórdia fosse algo como uma sobre-legging –sem legging no caso- mas era um mero e simples vestido e nem era tãoooo curto assim, era curto mas normal, e ela estava com ele porque ia para a balada depois). Quem escreveu o blog que eu estava lendo disse que a reação das pessoas foi uma reação de massa, que mesmo quem não pensava exatamente daquela forma – que a menina era uma indecente, imoral, etc. – estava agindo como se pensasse, por impulso da massa. E também citou Hitler que tinha muitos sob seus comandos que não questionavam as ordens, apenas faziam, não pensavam.
Refleti sobre isso e acho que o quem escreveu estava sim certo. Multidões são perigosas. O instinto de manada é meio irrefreável. Imaginem a cena: você vê várias pessoas olhando para um ponto e gritando palavrões, olha para o ponto e vê uma guria com um vestido curtíssimo, todo mundo na sua volta começa a entrar no coro de palavras de baixo calão. Falando sério, duvido que seu primeiro instinto não seja entrar no coro, ou xingar a menina, mesmo sem a conhecer, mesmo sem pensar, apenas por uma vontade mórbida de falar um palavrão e ofender e participar, quase como um instinto de sobrevivência inconsciente.

E com isso de ser instinto não achem que estou tentando justificar, bem pelo contrário, vi hoje no telejornal que de um dia para outro simplesmente expulsaram a guria da universidade, bah eu fiquei revoltado com a ignorância, acho que acima de tudo somos animais pensantes, quando vermos que vamos ser tomados pela irracionalidade, temos que parar para pensar nos nossos atos, porque eles vão nos trazer conseqüências, e acho que a ignorância não dá bons frutos. O que vai acontecer (e tem mesmo que acontecer!) é que a universidade vai ser colocada na justiça e vai perder.

E para ajudar a mídia ta caindo em cima, já está até anojando esse assunto, eu não sei por que um simples vestido pôde causar tanto alvoroço, parecem que aqueles alunos tiveram um ataque de falso moralismo.

De qualquer forma desde pequeno na escola eu já preferia fazer trabalhos em grupos de no máximo 3, porque senão acabava em desacordo, ou virava bagunça e uns se escoravam nas costas dos outros, e isso nada mais é do que mais um belo exemplo de que multidões são perigosas. É como em um protesto em que uma pessoa grita palavras de ordem, e ela se propaga instantaneamente, seja qual for, as pessoas estão ali reunidas pelo protesto, e de que jeito a coisa vai se disseminar tanto faz, se um engraçadinho encabeçar o protesto, certamente pode causar problemas, porque suas atitudes podem se refletir nas demais pessoas e acabar gerando violência. É ainda parecido com o que ocorre nos estádios de futebol, o instinto de torcida e muitas vezes a indignação vira coletiva e gera violência das mais diversas formas, desde a verbal até a corporal (sem contar que as mães dos caras são massacradas, eheheh).

Sendo assim, temos que tomar medidas racionais, mesmo em meio a multidões, pensar bem antes de tomar qualquer atitude, porque mesmo que o gesto seja cometido em massa, cada um tem sua responsabilidade isolada. E sua consciência.

Mas falando de coisas mais leves, amanhã é meu aníver, e essa é praticamente uma postagem de comemoração, eheheh! Tem gente que não curte aniversários, eu adoro! Adoro a festa, os amigos, comemorações, o que eu não gosto é de ficar mais velho, mas se faz parte, um brinde a isso também!

Ontem aconteceu um blackout na usina hidrelétrica de Itaipu, deixando muitos Estados sem luz, deixo aqui meu protesto a esse absurdo. Mas o que mais me chocou foi saber que a usina divulgou hoje pela manhã que estava novamente trabalhando normalmente, detalhe: Via Twitter! Até a Itaipu tem twitter e eu não rsrsrs. Isso que é globalização! Abraços a todos!



Agradecimento a Fábio Nunes de Moura pela sua contribuição. Nota expressa sua opinião. (Escrito em 11/11/2009).

6 comentários:

...vdj... disse...

Por isso que muitas vezes eu penso que o ser humano é mal por natureza.
¬¬

Dama de Cinzas disse...

Talvez por isso nunca gostei de grupos, prefiro as pessoas isoladamente... Os grupos sempre tendem a agir de uma forma idiota...

E se eu tivesse nessa multidão posso afirmar que olharia e não faria nada, não participaria, meu instinto é sempre me afastar de alvoroços...

E quanto a seu aniversário, amanhá de parabenizo... Ô garoto pra gostar de aniversario.. eheheh

Apagão? Fica meu repúdio total...

Beijocas

Jay e Alê disse...

Oi Fábio um panorama bem legal né?
Notícias, saias curtas, e entre tantas coisas e apagão ninguém merece.
Amigo obirgado pela participação com a gente no DIA VERDE não sei se ficou sabendo mas foram mais de 100 postagens. Obirgado tb pelo apoio na recuperação do Jay ele está se tratando ainda mas já esta bem e em breve vai estar de volta ao blog. Meu abraço e dele pra vc ok?
Alê

vivi disse...

brigada veronica;)
adorei o blog
já sigo;**

Autor disse...

Voltei e voltei pontocom.
hehehehe
Então,estou atualizando minhas visitas e matando a saudade dos amigos!
Reapareça no novo Confissões a Esmo.
Beijão,
Autor
www.confissoesaesmo.com

Aline Lopes disse...

O famoso vestido curso, ou não.
Foi uma total falta de respeito, e teve uma percussão fora do normal, fica até difícil de acreditar que tudo aquilo aconteceu, como um simples vestido pode causar tanto alvoroço.
No inicio também achei um absurdo tudo que estava acontecendo, mais depois das atitudes que a aluna teve, ai sim, concordei de certa forma com tudo.
Ela teve a chance de mostrar a todos que não importava a sua roupa, pois ela tinha caráter e nada iria mudar isso, mais não, ela então resolve pousar nua, participar de programas de fofocas e tals.
Em minha opinião ela perdeu o respeito no momento em que decidiu deixar a mídia tomar conta da sua historia.

Feliz Aniversario. =D

Fica com Deus

Beijos

Desarranjo Sintético

Desarranjo Sintético
"Era um grande nome — ora que dúvida! Uma verdadeira glória. Um dia adoeceu, morreu, virou rua... E continuaram a pisar em cima dele." Mario Quintana